A Petrobrás tem todo o direito de contratar quem bem entender para advogar em suas causas, sobretudo porque é uma pessoa jurídica de direito privado. Por outro lado, é uma Sociedade de Economia Mista, possuindo como principal acionista o ente público. Diante disso, imperioso é que seus atos - principalmente aqueles de maior repercussão - sejam devidamente publicizados e explicados para a população. Já disse em outra publicação que não tenho nenhuma admiração pela pessoa do Presidente da Ordem, mas gostaria de saber o motivo de cancelamento do contrato. Não se cancela tão facilmente assim um contrato com um escritório que deu a vitória à Petrobrás em ações com valores que poderiam atingir a fração dos bilhões.
1 comment
1 comment