Pelo visto as incertezas acerca do Brexit já estão refletindo no nível de atividade econômica britânica. Segundo dados divulgados, a economia do Reino Unido se contraiu 0,20% no segundo trimestre do ano, estimulando os temores de uma recessão técnica, caso se repita no terceiro trimestre. Nesse sentido, o discurso de Boris Johnson, “Era de Ouro”, choca-se com a realidade dos dados apresentados acerca do Produto Interno Bruto PIB britânico. Em suma, pode-se afirmar que esses dados vão de encontro ao discurso favorável à ruptura com a União Europeia no dia 31 de outubro, já que refletem as expectativas dos agentes econômicos de forma objetiva. É válido ressaltar que esse cenário macroeconômico apresenta o desafio do comprometimento do Boris com a liberação de enormes gastos públicos e a redução de impostos (mas esse relaxamento fiscal que despreza a contenção do déficit torna-se incompatível). Constatamos mais uma vez a relação entre política (decisão política) e economia, que tanto influenciam a tomada de decisão dos agentes econômicos.
4 comments
4 comments