Gente, mas a Samarco é muito cara de pau, né nao? A mineradora pediu para suspenderem as multas de R$ 150 milhões aplicadas pelo Ibama. A Samarco justificou o pedido dizendo que a Secretaria de Estado de Meio Ambiente de Minas Gerais (Semad) é quem deveria aplicar as punições. O juiz da 12ª Vara Federal de Minas Gerais, Mário de Paula Franco Júnior, rejeitou o pedido da mineradora. Afinal, a Justiça entende que o Ibama também pode cobrar as multas (o desastre de Mariana extrapolou os limites do licenciamento ambiental de Minas Gerais). Minha fé no judiciário brasileiro estava abalada. Muito bom ler uma notícia firme como esta para recuperar as esperanças.
0 comments
0 comments