Ainda quero avaliar melhor essa medida e suas repercussões, mas já adianto que a princípio sou contrário a possibilidades de interferência de caráter político no COAF - Conselho de Controle de Atividades Financeiras. Essa talvez seja a primeira discordância que apresento em relação a alguma medida apoiada pelo Ministro Paulo Guedes. Penso que o COAF deve se manter isento em meio a investigações. Reportagem aduz que "O texto publicado revoga obrigação de que o conselho de combate à lavagem de dinheiro seja composto só por servidores públicos (veja mais detalhes abaixo). A medida foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente do Banco Central, Campos Neto." Vale lembrar que, por se tratar de Medida Provisória, tal ato ainda será votado/corroborado pelo legislativo.
0 comments
0 comments