=Humanidade levará milhares de anos para catalogar todos os mundos do Sistema Solar= 20 anos atrás, parecia que todo o sistema solar havia sido completamente desvendado, salvo por pequenos objetos genéricos. Ledo engano. Hoje, quase na virada da década, sabemos muito bem que ainda tomarão milhares de anos até que possamos catalogar todos os mundos que estão na órbita do nosso Sol. Exatamente isso foi o que David Gerdes, pesquisador da Universidade de Michigan, Estados Unidos, quando descobriu mais um planeta nos confins do sistema solar. O astro é reconhecido pelo código 2014 UZ224. Sua órbita leva 1.136 anos para ser completa, e é membro do Cinturão de Kuiper, onde está o mais famoso dos planetas anões: Plutão. Não é nada mais que um ponto brilhante no céu. Estima-se que seu diâmetro esteja entre 400 e 1.200 km. Tal descoberta foi feita com imagens do DECam — Câmera de Energia Escura —, do projeto Levantamento da Energia Escura (Dark Energy Survey - DES). A sondagem tinha como finalidade investigar a misteriosa energia escura, uma força que está acelerando a expansão do universo. Mas não demorou para que os cientistas percebessem que as mesmas imagens também serviriam para encontrar objetos no nosso sistema solar. Com o DECam já foram encontrados uns 50 astros além de Netuno. Gerdes está certo de que o 2014 UZ224 não será o último planeta a ser descoberto pela câmera, e que espera que ajude a encontrar o hipotético Planeta 9, um mundo distante e maior que a Terra, previsto teoricamente em 2016. Mas mesmo um instrumento tão poderosos quanto esse não pode encontrar tudo. Com certeza há muito mais planetas anões para serem descobertos, e que levaremos, talvez, centenas ou milhares de anos para catalogá-los. *Fonte: Mensageiro Sideral*
1 comment
1 comment