As startups conseguiram movimentar ainda mais um setor já em expansão. O foco é que as marcas tenham um propósito e levem mensagens de inclusão aos clientes, como a Horoné que se tornou a primeira startup a oferecer tamanhos plus size de roupa de alta moda. Pensando em modelos de negócios, quem trouxe inovação foi a Rockets of Awesome que investiu no método de análise de dados chamado machine learning com inteligência artificial para criar kits de roupas customizadas com base em um questionário respondido pelas mães. Com a assinatura mensal, uma caixa é entregue com diversos itens. O que a mãe não gostar, pode ser devolvido. Além de aproximar o consumidor e torná-lo fiel à marca, essas empresas investem em tecnologia de ponta e análise de dados de vendas para criar peças que viraram best-sellers em seus segmentos. E você, tem alguma dica que seria capaz de revolucionar o varejo?
1 comment
1 comment