Comprar roupas online? Você devia tentar. Não sei você, mas não é de hoje que tenho visto lojas, inclusive algumas antigas e tradicionais, fechando suas portas em grandes shoppings. A impressão que eu tenho é que cada ida ao shopping revela uma nova loja fechada. Claro que o fator crise tem uma boa contribuição pra isso, mas se eu tivesse que apostar, diria que o aumento das compras online tem influenciado muito nesse mercado. Nos Estados Unidos, por exemplo, em 2017 o número de compras online aumentou 3 vezes mais quando comparadas as compras feitas em lojas físicas. Esse hábito já tem sido cada vez mais incorporado pelo consumidor brasileiro, e, ao contrário do que você possa imaginar, o segmento de moda e acessórios é o campeão de vendas online, somando cerca de 15% de todas as compras realizadas na modalidade, de acordo com dados do portal WebShoppers. Ainda vejo muita gente reticente em relação à prática, alegando medo de comprar sem experimentar, da peça não servir, não ser exatamente como na foto, entre outros argumentos. Mas como uma super adepta, deixa eu tentar te convencer. Para começar, se você estiver no time dos inseguros, sugiro iniciar sua descoberta adquirindo looks de marcas que você já conhece, já viu ou experimentou pessoalmente. Dessa forma, você já terá uma ideia do acabamento e da sua numeração. Se você já for mais ousado, a compra online é excelente também justamente para descobrir marcas que eventualmente você não tenha acesso, por não ter lojas na sua cidade ou algo semelhante. Assim, você pode descobrir toda uma nova gama de marcas diferentes daquelas mesmas que você sempre vê no shopping ou bairro que frequenta. Sobre a preocupação com tamanhos, vai aí mais uma dica para primeira compra em determinada marca: a maioria delas tem um guia de medidas que garante uma assertividade bem boa na minha experiência. Além disso, comece por peças que tendem a ser mais certeiras como camisetas de malha, peças com elástico na cintura, agasalhos tipo moletom, vestidos sem zíper, leggins ou roupas de academia/esportes em geral. Nesse caso, dificilmente você vai errar entre PP e GG. E lembre-se que, se ainda assim não der certo ou você simplesmente não gostar do produto, de acordo com o Código do Consumidor, todas as compras realizadas pela internet nos permitem o direito de devolução, sem nenhum motivo específico, pelo prazo de 7 dias. Agora, quer saber a principal vantagem de comprar roupas online, na minha opinião? Além é claro da comodidade de escolher tudo com calma, no seu tempo e a hora que quiser? O preço. Sim. Em primeiro lugar, lojas que só atuam online tem uma redução óbvia com custos de espaço físico e funcionários, o que já impacta significativamente no custo final do produto. Além disso, a prática online te permite diversos artifícios como cupons de desconto na primeira compra, descontos ao indicar amigos, cupons de desconto através de parceria com influencers, promoções com frete grátis, etc. E finalmente, lojas online podem ter estoque infinito, ou seja, ao contrário de estabelecimentos físicos que precisam trocar sempre as coleções expostas, os e-commerces podem manter em suas vitrines peças de duas, três ou mais coleções passadas. E é aí que está a sua chance de adquirir peças atemporais de dois invernos atrás, por exemplo, pagando um preço muito menor do que o disponível agora em lojas físicas.
0 comments
0 comments