Na início da semana, fiz um breve perfil do economista Ricardo Paes de Barros. A introdução partiu da publicação dessa entrevista para a Folha de São Paulo no sábado, em que PB fala sobre desafios da redução da desigualdade no cenário atual e explica sobre a amplitude da nossa rede de proteção social, mas alerta pra nossa carência de esforços na garantia de igualdade de oportunidades. Fala também da facilidade de se proteger o decil mais pobre e defende que a retomada do crescimento passa por tornar o ambiente de negócios mais favorável, com aprimoramento dos sistemas tributário e trabalhista e garantia dos contratos. Excelente pra quem se interessa pelos dois temas ao mesmo tempo, crescimento e desigualdade: "Gastamos cerca de 20% do PIB com política social. Mas alocamos mal porque gastamos mais com transferências e menos com equalização de oportunidades. E não adianta só fazer o remendo a posteriori se eu não dei condições iniciais similares. Sem nivelar o ponto de partida fica meio absurdo querer nivelar a chegada."
0 comments
0 comments