No lado indiano do Himalaia há um lugar misterioso, a mais de 5.000 metros de altura: a lagoa Roopkund, com 40 metros de diâmetro. Durante algumas semanas do ano ela descongela, e se vê em seu interior os ossos de centenas de seres humanos, o que levou ao apelido de Lago dos Esqueletos. Até o começo do século não se sabia nada a respeito. Em estudo publicado na revista Nature, pesquisadores avaliaram que aquele morticínio ocorreu em um só cataclismo que deixou reminiscências em uma lenda local: _“Segundo essa história, o rei de Kanauj, Racha Jasdhaval, sua esposa, Rani Balampa, e uma comitiva de servos e bailarinos foram em peregrinação ao santuário da deusa Nanda Devi, não muito longe da lagoa. Seu comportamento licencioso desatou a ira da deidade, que os aniquilou com um granizo de magnitude apocalíptica, espalhando seus cadáveres junto ao lago dos esqueletos.”_ Pela análise dos ossos, verificaram impactos compatíveis com uma tempestade dessas, separando os esqueletos em 3 grupos. O inusitado é que muitas das vítimas jamais se conheceram, tendo morrido por século de intervalos, desde o s. X.
1 comment
1 comment