Genteeeee, a coisa tá feia para Anthony Levandowki. Quer dizer, se conseguirem provar né. O cara está sendo acusado de roubo de tecnologia de ninguém mais ninguém menos que seu Google. Ele trabalhou como engenheiro e fundador do Waymo, o carro autônomo do Google, e parece que roubou mais de 1400 arquivos quando deixou o projeto. A acusação é que ele teria levado essas informações para a Uber, ou até mesmo para um projeto pessoal. Se ele for condenado, pode pegar até 10 anos de prisão, fora a multa de 250 mil dólares por cada violação cometida. A questão é, e se ele não for condenado, quanto será que lucrou com um roubo desses? Vamos lembrar que repudiamos todo e qualquer tipo de roubo, tá? Enquanto a Uber declarou estar cooperando com o governo e com as investigações, a Google afirmou sua crença em uma competição justa e saudável, motivada pela inovação e novos desafios - mais que certos, né?
0 comments
0 comments