=Você também aprendeu na escola que o ciclo menstrual dura 28 dias? Parece que isso tudo é mito.= Não sei você, mas para mim, essa é uma grande descoberta. Eu, que sempre tive ciclos maiores do que o “normal”, costumava achar que tinha algo errado comigo. E não, não foram pesquisadores de uma grande universidade em algum país da Europa que chegaram à essa conclusão. Foi um aplicativo de celular para controle de ciclos, o Natural Cycles. Utilizando os dados de mais de meio milhão de mulheres do mundo todo, descobriu-se que o ciclo mais comum chega muito mais perto dos 30 dias, do que dos 28. A diferença pode parecer pouca, mas afeta e muito o entendimento que temos sobre ciclos menstruais. Apenas 13% das mulheres analisadas tinha um ciclo de 28 dias. Chocante, né? Mas como a gente descobriu sobre isso só agora? O avanço da ciência nos últimos anos é indiscutível. E, apesar de hoje em dia ser possível fazer crescer pedaços de corpo humano em placas de petri, o conhecimento sobre a saúde reprodutiva da mulher é insignificante. Em um artigo escrito em 1968 por Gloria Steinem, chamado "Se os homens menstruassem"; a teoria é de, se essa fosse a realidade, teríamos hoje a cura para cólicas e muito mais conhecimento sobre saúde reprodutiva. Duvida? Eis um dado, então: existe 5x mais estudos sobre disfução erétil (que afeta cerca de 50% dos homens durante os 30 anos) do que estudos sobre síndrome pré-menstrual (que afeta 80% das mulheres em idade reprodutiva). E ainda hoje a verdade é que pouquíssimas mulheres ao menos sabem o que acontece, e como tudo acontece, em seu ciclo menstrual, de tão deixado de lado o assunto, na vida social e científica.
0 comments
0 comments