Mesmo tendo todos os mesmos órgãos de fala (boca, lábios, língua e mandíbula_. os idiomas soam muito diferentes entre si. Um estudo do Instituto Max Planck de Psicolinguística, em Nijmegen (Holanda), publicado recentemente no periódico “Nature Human Behavior”, mostra que o formato do palato (o chamado céu da boca) tem relação direta com essas diferenças. Isso é mais evidente nas crianças que nascem com fenda palatina, isto é, o céu da boca não é formado adequadamente, afetando a fala. Vale lembrar também que linguagem e fala são passadas de geração em geração, e algumas diferenças se amplificam nessa passagem.
0 comments
0 comments