Uma equipe internacional liderada por Andrea Ferretti e Leonida Fusani, do Departamento de Biologia Cognitiva (Universidade de Viena) e do Instituto de Etologia Konrad Lorenz (Universidade de Medicina Veterinária, Viena), mostrou como os pássaros migratórios dormem quando estão cansadas, mesmo que isso implique problemas para sua segurança. Essas aves precisam fazer paradas durante suas longas viagens, para repor as energias. No estudo publicado no periódico Current Biology, observaram em detalhes um desses pássaros, a felosas-das-figueiras (Sylvia borin), em um local de parada no Mediterrâneo. A descoberta fala sobre quando a ave está com poucas reservas de gordura, põe sua cabeça sob as penas para dormir profundamente. Essa posição reduz sua capacidade de reagir à presença de eventuais predadores.
0 comments
0 comments