Armário Capsula: veja se essa tendência é pra você Sabe umas das coisas que acho positivo em meio ao excesso de informações que vivemos hoje? A oportunidade de ver dois ou mais lados da mesma moeda. A partir do momento que determinado assunto ou questão começa a ser tratado, a tendência é que em algum momento ele chegue até você com um ponto de vista diferente. Na moda, por exemplo, a impressão que tenho na maioria das vezes é que todos os veículos e redes sociais estão constantemente te influenciando a adquirir cada vez mais, cada hora uma determinada tendência ou lançamento. Mas, contrário a esse movimento, foi chegando em mim, através desse mesmo fluxo louco e imparável de informações, algumas ideias e sugestões sobre armário capsula, consumo consciente, etc. Não lembro exatamente quando comecei a ver o termo, assim como influenciadores e formadores de opinião sugerindo o tal do armário capsula, mas o termo, por si só, surgiu nos anos 70, com a estilista Susie Faux, propondo um armário composto por poucas peças. A ideia ainda é a mesma: montar um armário, que contenha poucas peças, mas que essas sejam preferencialmente atemporais, conversem bem entre si, e representem bem o seu estilo ou identidade. O que pode parecer apenas um grande desafio para a maioria, pode também se revelar como importante exercicío de auto conhecimento e economia. O primeiro passo para tentar a prática poderia ser feito por todos e requer se desapegar de peças que não nos servem ou que, por outros motivos, acabamos não usando, mas insistem em ocupar nosso guarda-roupa. Esse desapego é responsável por uma das maiores vantagens do armário capsula: a organização e praticidade no dia a dia. A tendência é que, com menos peças, seu armário esteja sempre mais organizado, além de te poupar tempo encarando por horas roupas que você vai acabar não usando, mas ainda assim chamam sua atenção e roubam seu tempo. Realizado esse desapego, é importante perceber quais são as peças que acaba usando com mais frequência e tentar entender o que isso quer dizer sobre você. Entender o que é realmente importante pra você na hora de ser vestir, pode te ajudar nas futuras compras, evitando adquirir peças por impulso. Sem excesso de peças e conhecendo seu estilo e preferências, é hora de pensar fora da caixa e pensar no maior número de combinações possíveis, e perceber inclusive a necessidade de adquirir uma ou outra peça que conversarão bem com as atuais, criando novas possibilidades. É importante perceber que um armário capsula não necessariamente quer dizer usar todo dia as mesmas produções, ou ser extremamente básica e muito menos deixar de se arrumar. Você pode ter um estilo romântico ou esportivo e ainda assim saber trabalhar bem com as peças que tem, além de acessórios e combinações que nunca antes havia pensado. A prática é de fato um exercício, e, justamente por isso, ao contrário do que pode parecer, muito se adequa aos amantes da moda.
0 comments
0 comments