É lamentável saber que boa parte dos investimentos públicos realizados por Estados Membros caíram no Brasil por conta de - pasmem - AUMENTO NO GASTO COM PESSOAL (pagamento de servidores, funcionários...). É um absurdo a utilização do Poder estatal justamente para dificultar a vida do indivíduo. Segundo a reportagem, "analistas indicam que a mudança na política de concessão de aval pelo Tesouro a partir de 2015 e o alto comprometimento das receitas estaduais com despesas correntes, sobretudo as de pessoal, estão entre os fatores que levaram à queda de investimentos. Diferentemente do governo federal, o testo de gastos não limita o nível de investimentos nos Estados. Isso porque a limitação à inflação para os gastos dos entes que renegociaram a dívida com a União é aplicada apenas às despesas primarias correntes. Os investimentos, portanto, não são afetados".
0 comments
0 comments