O futebol está mudando para melhor, mas alguns torcedores insistem a resistir até mesmo ao respeito e ao bom senso. A terceira rodada do Campeonato Italiano neste fim de semana foi marcada por mais um lamentável episódio de racismo, desta vez contra o atacante belga Romelu Lukaku, da Internazionale. Lukaku foi vítima de racismo pela torcida do Cagliari, derrotada pela Inter por 2 a 1, em Sardenha. Antes de cobrar a penalidade que definiu o placar, o belga foi insultado pela torcida da casa com gritos de “macaco” e imitações do animal. Mesmo com as provocações e ofensas, o atacante converteu o pênalti que deu a vitória aos visitantes e foi encarar a torcida. Nesta segunda-feira, após o episódio, Lukaku foi às redes sociais para fazer um pedido a todos os jogadores e dirigentes de futebol para se unirem e tomarem uma posição, em forma de protesto, contra o racismo. Em postagem no Instagram, o atacante ainda relembrou que outros jogadores foram vítimas de abusos racistas recentemente. Foi este o caso na Premier League com Tammy Abraham, do Chelsea, além de Marcus Rashford e Paul Pogba, do Manchester United, que sofreram insultos racistas após desperdiçarem cobranças de pênalti. Confira a íntegra da postagem feita por Romelu Lukaku no Instagram a seguir: _No mês passado, muitos jogadores sofreram com abusos racistas._ _Futebol é um jogo para ser aproveitado por todos, e não devemos aceitar qualquer forma de discriminação que coloque nosso jogo em vergonha. Eu espero que as federações de futebol ao redor do mundo reajam forte em todos os casos._ _As redes sociais (Instagram, Twitter, Facebook) também precisam trabalhar melhor com os clubes de futebol. Todos os dias, podemos ver ao menos um comentário racista abaixo de uma publicação de uma pessoa negra. Falamos isso há anos, mas ainda não agiram._ _Senhoras e senhores: é 2019 e, ao invés de ir para frente, estamos indo para trás, e penso que os jogadores precisam se unir e fazer um protesto em cima deste problema, para manter este jogo limpo e divertido para todos._ Não há como celebrar uma equipe esportiva e uma grande torcida sem celebrar a diversidade daqueles que as compõem e as representam. Atos de racismo, machismo, homofobia, xenofobia e outras formas de preconceito deveriam, por definição, ser rechaçados nos estádios e por qualquer amante do futebol. Não haverá espaço para o futebol crescer e evoluir enquanto continuarmos a excluir e discriminar determinados grupos. Todo apoio e solidariedade a Romelu Lukaku, e total repúdio à atitude dos torcedores do Cagliari.
0 comments
0 comments