Interessante resultado de pesquisa. Bolsonaro cai e seus adversários usam essa informação para tentar ampliar possíveis ganhos políticos com isso. Entretanto, uma análise um pouco menos partidária, nos revela, como levanta O Antagonista, um cenário político de significativo desgaste em todas as frentes. Bolsonaro cai, mas ninguém sobre, ninguém "herda" essa "popularidade", muito menos Lula, que continua amargando uma rejeição superior a 50%. Haddad, candidato recente, Ciro, candidato recente, Marina Silva, dona de derrota acachapante... todos em baixa. Futuros presidenciáveis também amargam baixa popularidade, como João Dória e Rodrigo Mais. Tudo isso nos mostra que, se Bolsonaro parece não ser a solução, para muita gente, os outras também não aparecem como candidatos palatáveis para este momento da vida do país. A maior lição disso, que talvez possamos tirar, é que todos eles tem, primeiro, que mostrar serviço ao eleitorado. Claro, menos Lula. Lula é inelegível para 2022, à luz da atual legislação brasileira, e, siceramente, acredito que a anulação de sentenças da Lava Jato, terá um efeito muito mais negativo do que positivo. Acredito que a maior parte do país verá isso como um arranjo entre poderosos e jamais como um sinal da inocência do dito cujo. Além do mais, Lula está preso... cidadão.
0 comments
0 comments