Os Escravos de Ganho. Essa pintura de Debret retrata uma das formas características da ESCRAVIDÃO URBANA no Brasil Colonial e Imperial. Parte de seu dia, ou mesmo como sua atividade principal, escravizados vendiam produtos e serviços nas ruas das cidades brasileiras. Parte dos ganhos ficavam com os escravizados. É fato que muitos procuravam poupar esse dinheiro para comprar sua alforria. Nas últimas décadas do império existiam até mesmo contas poupança em nome de escravizados na Caixa Econômica, mas o valor das alforrias tornava essa possibilidade muito remota.
0 comments
0 comments