Por mais ansioso que eu esteja pro port do Witcher 3 para o Switch, eu ainda tenho as minhas dúvidas de como isso vai se desenvolver. (Parte 1) Temos que prestar atenção em alguns detalhes, como no tamanho do jogo para ser encaixado no cartucho, como funciona a transposição gráfica, e etc. O lado bom é que ocorreu uma entrevista com a galera do CD Projekt Red justamente para exemplificar esses pontos. Eu vou traduzir a conversa e dividir em duas partes para que haja um melhor entendimento dos seguidores da comunidade, mas vou disponibilizar o link da entrevista em inglês pra quem quiser ler em primeira mão. A entrevista foi feita com o produtor sênior Piotr Chrzanowski, pelo site Nintendo Everything. Como The Witcher 3 chegou ao Switch? Há quanto tempo está em desenvolvimento? O que vocês viram na Sabre Interactive (Empresa que está fazendo o port) que fez com que a CD Projekt Red quisesse parceria com a empresa no port? Como tem sido o trabalho com o estúdio até agora? Quando joguei The Witcher 3 pela primeira vez, tive o sonho de levá-lo a todos os lugares. Eu amei o mundo, amei os personagens e a história ... quer dizer, não seria incrível terminar uma missão no trajeto? Acontece que não só eu tive essa ideia. Quando a Sabre se aproximou de nós e disse que eles poderiam portá-lo, dissemos “OK, incrível, mas tem que ser o mesmo jogo, sem comprometimentos.” Sabíamos do que eles eram capazes, porque tínhamos trabalhado juntos para trazer 4k e HDR para o The Witcher 3 no PlayStation 4 e Xbox One, então quando eles nos mostraram o protótipo do jogo executando nosso mecanismo no Switch algum tempo depois, sabíamos que isso seria algo. No anúncio inicial, foi mencionado que o CD Projekt Red esteve intimamente envolvido com o lançamento de The Witcher 3 no Switch. Você pode discutir quanto do trabalho foi dividido entre o CD Projekt Red e o Sabre Interactive? O port levou mais de um ano para se desenvolver. Fornecemos uma visão de alto nível e o Sabre foi responsável pela execução. Como já tínhamos um relacionamento de trabalho com eles antes, o processo foi muito tranquilo - eles desenvolveram marcos, revisamos e discutimos para garantir que tudo estivesse de acordo com a visão original. Você pode discutir alguns dos desafios técnicos envolvidos em trazer The Witcher 3 para o Switch? Quando me fazem essa pergunta, sempre começo com isso: antes de conversarmos sobre tecnologia, jogue e veja o jogo. Veja como ele funciona, tenha a sensação do mundo e, se você já jogou o jogo em outra plataforma, tente identificar as diferenças. E quando você olha de soslaio, vê algumas, mas, principalmente, acho que ficará surpreso com a aparência. Dito isso, compactamos algumas texturas, removemos algumas cascatas de sombra (para que o console renderize duas em vez de quatro), a distância do desenho e a distância da folhagem também diminuem. Mas você sabe o que? Ainda é o mesmo jogo. Eu sou tendencioso, eu sei, mas jogue - você verá. Dado o hardware do Switch, foram feitas alterações notáveis no mundo aberto do jogo? Não. Bem, talvez os tempos de carregamento - eles às vezes sejam significativamente mais curtos quando comparados aos consoles maiores. O The Witcher 3 é um jogo enorme, mas toda a experiência conseguiu se encaixar em um único cartucho Switch. Como os desenvolvedores conseguiram esse feito? A primeira coisa é que estamos usando um cartucho de 32 GB. Acho que não somos o primeiro jogo a fazer isso, mas definitivamente um dos poucos. O resto é a mágica da compressão e otimização. Por exemplo, como o jogo não roda em 1080p, podemos recomprimir cenas e economizar espaço dessa maneira. Nenhum conteúdo foi cortado, se é isso que você está perguntando.
0 comments
0 comments