O cenário econômico internacional fortemente impactado pelo embate tarifário entre a potência dos Estados Unidos da América EUA, que denomino como a 8estabelecida, e a potência em ascenção, a grandiosa China. A grande questão em pauta orienta-se pela disputa hegemônica acerca da ordem geopolítica mundial. Observamos que os avanços tecnológicos chineses, ao assumir a dianteira tecnológica do 5G, representam o avanço de Pequim nas áreas de pesquisa e desenvolvimento da tecnologias e consequentemente pode vir a significar uma ruptura, ameça à conformação política e econômica, até enentão vigente, assumida pelos EUA. As projeções do Fundo Monetário Internacional FMI sinalizam para uma desaceleração da economia mundial em 2019. Nesse sentido, também merece destaque os dados divulgados pelas principais economias do globo terrestre (Alemanha, Inglaterra, China) uma redução no nível de atividade econômica. A situação da União Europeia UE e do Brexit merece destaque, haja vista que corrobora negativamente para uma redução do desempenho econômico global. Já a economia brasileira tende a ter favorecido, no curto prazo, a sua pauta de exportações de commodities para a China, mas seguimos em um fluxo turbulento generalizado, interno e externo.
0 comments
0 comments