Sabe aquela criança que vive no mundo da lua, tem problemas de comportamento e tem pouca paciência para estudar e fazer as tarefas? Pois é, pode ser que essa criança tenha Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade – TDAH. Isso é um assunto sério e requer atenção dos pais, professores, psicólogos, fonoaudiólogos e todos os profissionais que podem ser envolvidos no diagnóstico e/ou tratamento do TDAH. A situação é ainda mais grave em algumas escolas públicas e famílias mais humildes que ainda não têm informações sobre o transtorno e como lidar com a situação para que a criança consiga evoluir no aprendizado. Quanto mais cedo for diagnosticado, melhor será para o desenvolvimento da criança e infelizmente ainda é muito difícil diagnosticar e tratar crianças com TDAH. Na rede pública de atendimento não há fonoaudiólogos, psicólogos e terapeutas ocupacionais suficientes para atender a população que precisa de cuidados. Além desses profissionais, o atendimento com o neuropediatra que é fundamental para definir o diagnóstico, pode demorar meses e até anos.
0 comments
0 comments