O Atlético vive uma fase conturbada no Campeonato Brasileiro, e muito disso se deve pelo desempenho do setor ofensivo do time. As estatísticas do ataque alvinegro destacadas pelo site do Globo Esporte reforçam o tamanho do jejum dos centroavantes do Galo. Desde a parada para a Copa América, apenas dois gols foram marcados por centroavantes do elenco atleticano, representando só 10,5% dos gols marcados pelo time neste período. Ricardo Oliveira e Franco Di Santo, que fez seu primeiro gol no último domingo, foram os únicos atacantes de área que deixaram sua marca desde julho, uma vez cada. Ao todo, o Galo anotou 19 gols em 15 partidas disputadas desde a retomada do campeonato. Os principais responsáveis foram os meio-campistas Cazares e Vinícius, que juntos somam sete gols. O destaque negativo foi o desempenho dos camisas 9, com somente dois gols. A dificuldade para fazer gols começa a impactar no desempenho do alvinegro, que estagnou na tabela e caiu para a oitava posição. Vindo de quatro derrotas seguidas, o Atlético ainda finalizou 65 vezes nas quatro últimas partidas para fazer um único gol. Outros centroavantes do elenco, como os jovens Alerrandro e Papagaio, ainda lutam por um espaço no time. De toda forma, o Galo precisa urgentemente reencontrar os caminhos para balançar as redes. Se o time realmente almeja vencer a Copa Sul-Americana e retomar a briga na parte de cima da tabela do Brasileirão, o ataque atleticano não pode continuar a se portar tão mal.
1 comment
1 comment