Sabemos que tudo é passível de mudança ao longo do tempo, diante disso, será que a vitória do Capitalismo sobre o Socialismo Soviético após a queda do muro de Berlim foi o marco que apresentou ao mundo (um modelo igual para todos os países), o modo de produção e organização social que solucionaria todas as questões que norteiam a existência humana, no tempo e no espaço, por tempo indeterminado? Paradigmas mudam. O debate no século XXI, segundo Tomás Piketty deve orientar-se tendo em vista que “Se nos negamos a falar sobre a superação do Capitalismo por uma economia mais justa e descentralizada, corremos o risco de continuar fortalecendo as narrativas do avanço identitário, do avanço xenófobo. Estas são história niilistas extremamente perigosas para nossas sociedades que se alimentam da recusa em discutir soluções justas, internacionalistas, soluções igualitárias de reorganização do sistema econômico.” As questões da sustentabilidade e das tecnologias devem estruturar a ciência econômica, que na prática é a ciência que se ocupa da gestão e a alocação de recursos escassos, principalmente os recursos naturais.
0 comments
0 comments