O atual contexto no qual estamos inseridos está muito marcado por questionamentos de paradigmas que nos foram passados, que em grande parte, podem ser considerados uma mal herança ou simplesmente uma convenção social ou mercadológica passível de crítica para aperfeiçoamento. O turismo, por exemplo, a cada ano mostra-se mais pujante, no que diz respeito ao aumento de suas receitas e a geração de renda. A nível de informação, as viagens e o turismo crescem mais rápido que o PIB global e contribuem com mais de US$ 8 trilhões (ou R$ 32 trilhões) para a economia global a cada ano. Alguns países e regiões beneficiam mais que os outros, haja vista o grau de maturidade dos respectivos mercados. A indústria do turismo mostra-se extremamente lucrativa. No entanto, em algumas cidades com um número alto de visitantes, governos e moradores se questionam sobre os prós e contras desse crescimento do turismo. É como perguntar: Queremos um turismo selvagem?
0 comments
0 comments