O Globo: "A reforma tributária , que deverá ser a principal pauta econômica do segundo semestre, tem diferentes propostas em discussão no Congresso e no governo federal. E, nesta quinta-feira, a ideia da equipe econômica de criar uma nova CPMF foi a gota d'água para a demissão do secretário da Receita Federal, Marcos Cintra. A proposta ainda em elaboração no governo federal previa a criação de um Imposto sobre Transações Financeiras (ITF) , parecido com a antiga CPMF, como contrapartida para uma desoneração na folha de pagamentos das empresas. Agora, a equipe econômica busca alternativas. Enquanto o projeto de reforma tributária do presidente Jair Bolsonaro ainda está em elaboração, já tramitam na Câmara e no Senado propostas de emendas constitucionais (PECs) para mudar as regras para a cobrança de impostos do país. Empresários, por sua vez, aguardam há décadas a aprovação de uma reforma que simplifique o complexo sistema tributário do país. O Brasil é o lugar do mundo onde as empresas perdem mais tempo com a burocracia para pagar impostos: são 1.958 horas por ano."
0 comments
0 comments