As projeções de desaceleração do nível de atividade econômica internacional do Fundo Monetário Internacional FMI se confirmam, haja vista a guerra comercial, em curso, entre as duas maiores economias do globo, com base nos dados de 2018, os Estados Unidos da América EUA e a China. O fluxo comercial é diretamente determinado pelo desempenho doméstico dessas potências. Segundo divulgação Oficial do governo a produção industrial chinesa cresceu 4,4% em ritmo anual em agosto, o menor nível de avanço em 17 anos, um resultado que confirma as tensões sobre a segunda maior economia mundial. Em termos práticos, o setor industrial de uma economia possui elevado efeito multiplicador sobre a renda, dado o elevado impacto sobre a matriz de insumo-produto, ou seja, as implicações sobre a cadeia produtiva são altas, já que envolve uma cadeia de fornecedores de bens intermediários, insumos (ofertados pelos países produtores de commodities) e fatores de produção. Diante disso, a indústria atua como um termômetro da economia. _"Para a China, manter um crescimento de 6,0% ou mais é muito difícil no atual contexto, com uma situação internacional complicada", disse o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, em uma entrevista à imprensa russa publicada no site do governo chinês.”_
0 comments
0 comments