=O espiritismo no Brasil= Hippolyte Léon Denizard Rivail, o Allan Kardec, nasceu em Lyon, na França, em 1804. Em 1857, lançou o Livro dos Espíritos, composto por 501 perguntas feitas por ele e respondidas por espíritos. Este livro possui os princípios da Doutrina Espírita sobre a imortalidade da alma, a natureza dos espíritos e suas relações com os homens, as Leis Morais, vida presente, vida futura e o porvir da humanidade. Em 1865, foi realizada a primeira sessão da doutrina espírita no Brasil, na cidade de Salvador, liderada pelo jornalista Luís Olímpio Teles de Menezes. O primeiro centro espírita do país foi fundado neste mesmo ano. O crescimento do espiritismo no Brasil se deu de forma surpreendente, hoje conta com aproximadamente 3,8 milhões de pessoas. O povo brasileiro sempre teve uma tradição religiosa aberta ao contato da vida após a morte, mas as classes média e baixa não quiseram aderir a religiões de matriz africana ou indígena para professarem sua fé. Um dado interessante a respeito do espiritismo no Brasil é o nível de escolaridade dos fiéis, sendo 31,5% deles com ensino superior completo, de acordo com a pesquisa realizada pelo IBGE. Em 2010, os espíritas no país representavam cerca de 1,3% da população, e atualmente os números saltaram para 2%. A religião tem uma boa imagem para os brasileiros, principalmente pela popularização que se teve a partir de Chico Xavier. Antes de Chico Xavier, o médico Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcanti, conhecido como médico dos pobres, decidiu abraçar a doutrina espírita. Na década de 1880, houve um impasse no movimento espírita, em que alguns consideravam o Espiritismo em seu aspecto religioso (no qual Bezerra se incluía), e os que não o consideravam nesse aspecto. Bezerra de Menezes famoso no movimento espírita brasileiro, vindo a se tornar o presidente da Fundação Espírita Brasileira, fundada em 1884. Bezerra de Menezes faleceu no ano de 1900. Francisco Cândido Xavier, o Chico Xavier, teve seu primeiro contato com a doutrina espírita em 1927, aos 17 anos de idade. Em 1931, se encontrou com seu mentor espiritual, Emmanuel, que lhe explicou que sua missão era psicografar uma série de 30 livros. Ao longo de sua vida, psicografou mais de 450 livros e cerca de dez mil cartas. O médium ficou muito conhecido por fiéis de todas as religiões, e é considerado o maior líder espiritual do Brasil, e se tornou uma das personalidades mais admiradas e aclamadas no país.
0 comments
0 comments