Uma história breve: era uma vez uma menina cheia de ideias que foram sendo caladas pouco a pouco em cada fase da vida , primeiro foi no colégio , nas atividades em grupo , sempre que ia abrir a boca pra falar alguma coisa todos mandavam a menina se calar até que um a ouvia separadamente , esse um pegava a ideia pra si todos gostavam e a menina ficava como a que não fazia nada. Ela entrou na faculdade e isso se repetiu , ela ficava com medo de se expressar o unico lugar que ela se sentia bem era no teatro que ela interpretava papeis e as pessoas conseguiam entender o personagem mas vocês devem se perguntar : "" e dentro de casa ? A familia não ouvia a menina ?"" Te respondo : em casa eles acham que escutam , mas sempre que ela se esforça pra algo riem da cara dela e falam que é brincadeira , brincadeira sempre foi a forma de esconder deboche e a menina nunca gostou da brincadeira , se a menina fala serio costumam mandar calar a boca na tora mesmo , dizem que é tudo besteira e se ela altera a voz ou fica deprimida é sempre show que ela ta fazendo , não é nada ... A menina tem um sonho que cada dia que passa se apaga , o sonho de conseguir se expressar ir as portas se abrirem tanto profissionalmente como na vida no geral ... Mas pra isso ela precisa se libertar da concha do caramujo que a prende , e a concha pesa muito , são a força das pessoas do convivio que sempre repetem pra ela "" cala a boca"" "" seu tom é errado "" "" seu jeito é errado "" "" você só diz besteira "" ""para de drama "" "" para de show"" e principalmente a frase "" sonha não "" .
0 comments
0 comments