Se hoje sou o cara que sou, devo tudo a esse mestre da foto: Meu Pai. Ele quem me ensinou tudo o que sei hoje, ele quem me tornou o homem que sou. Com ele aprendi que torcer não é simplesmente aplaudir na hora das vitórias, e sim apoiar nas fraquezas e incentivar nas derrotas. Lições essas aplicadas não só dentro de um estádio, mas sim na vida. Meu pai me mostrou o amor pelo Cruzeiro, um amor que aprendi e hoje passo para os meus filhos. O Cruzeiro proporcionou grandes ensinamentos e amadurecimentos para o meu pai não só como atleta, mas como pessoa. É um amor que atravessa gerações e se propaga em nossos corações. #SocioCruzeiroDigital
0 comments
0 comments