#academicmindset Opa!! Aqui é o Prof. Ricardo Freitas, Como testar a normalidade dos seus dados? Os testes de normalidade mais conhecidos são o Shapiro-Wilk e o Kolmogorov-Smirnov, porém existem outros testes estatísticos que também testam a normalidade dentre eles destacam-se: A) Anderson-Darling; B) Ryan-Joiner; C) D'Agostino's K-squared test; D) Jarque-Bera test; E) Cramér-von-Mises criterion; F) Lilliefors test. Mas hoje eu vou falar mesmo é dos dois mais utilizados: A) Shapiro-Wilk: é utilizado quando o conjunto de observações é pequeno (< 50). B) Kolmogorov-Smirnov: é baseado na função de distribuição acumulada empírica e utilizado quando o conjunto de observações é ( > 50). Os testes de Kolmogorov-Smirnov e de Shapiro-Wilk comparam escores de uma amostra a uma distribuição normal modelo de mesma média e variância dos valores encontrados na amostra. Mas, como interpretar os resultados destes testes? Se o teste é não-significativo (p > 0,05), ele nos informa que os seus dados da amostra não diferem significativamente de uma distribuição normal (isto é, eles são normais). Por outro lado, se o teste é significativo (p < 0,05), a distribuição em questão é significativamente diferente de uma distribuição normal (isto é, ela é não-normal). Percebeu como é simples, mas não é fácil!! E ai... O que achou? Se você gostou, curta, comente, compartilhe e marque 3 amigos. Agora se você quer entrar para a minha lista VIP me Envie um Whatsapp 19 98117 9420 Te vejo lá!!! Abs. P.S Ricardo Freitas Dias #dicadeposgraduação
0 comments
0 comments